Chakra: Muladhara

root-chakra-daily-affirmation-300x300

 

 

Falei do Chakra Ajna faz um tempinho, e resolvi falar de todos os outros, aos poucos.
Na época falei do chakra Ajna, porque ele era o mais desequilibrado eu mim, mas pode ser pra algumas pessoas, sejam outros chakras…Então…Aqui vai o segundo post sobre o assunto, dessa vez falando deles na ordem, de baixo pra cima 😉

O Chakra Muladhara, ou chakra Raiz, ou chakra vermelho, é o mais baixo no nosso corpo, se situando na base da nossa coluna vertebral. Ele é o chakra raiz, que envolve tudo o que nos poe no chão (figurativamente).

Quando o Muladhara está desequilibrado: nos sentimos deprimidos, sempre com ansiedade sem motivo, descontentes com o que temos, temos medo do futuro, temos enxaquecas, temos dores nos joelhos, vivemos preocupados ou procurando motivos pra nos preocupar e nunca achamos que o que estamos vivendo é suficiente.

O que causa isso: Sentimentos de insegurança, trabalhar em um lugar que odiamos, estudar um curso que odiamos na faculdade, relacionamentos abusivos ou infelizes, não buscar realizar nossos sonhos, não gostar da nossa vida atual, sentimento de abandono…

Pra mim a melhor forma de re-equilibrar as coisas é amar a nossa vida e ser grato por onde estamos, o que vivemos e o que fazemos!
Buscar relacionamentos saudáveis, resolver brigas familiares, estudar e trabalhar com o que amamos!
Passar mais tempo descalço na terra, em contato com a natureza, vendo beleza a nossa vida, sendo otimistas e gratos pelo o que temos!
Ir atrás dos nossos sonhos, fazer a nossa vida ser a vida que amamos!
Um bom passo pra ver sempre o copo meio cheio é a gratidão! E aqui e aqui eu ensinei uns truquinhos pra por isso em prática 😉

Pesquisando um pouquinho mais também descobri que comer alimentos quentes, proteinas, laranja e canela, também ajudam a equilibrar o Muladhara  🙂

A asana pra ajudar manter esse chakra equilibrado é a pose da montanha (Tadasana)

 

 

20140720-222818-80898670.jpg

“De pé, com os pés paralelos e afastados um do outro na distância do quadril. Eleve os dedos dos pés do chão, pressionando os quatro cantos das solas dos pés uniformemente contra o solo. Sinta a ativação das pernas, elevando as patelas e contraindo as coxas, percebendo o os músculos abraçando os ossos. Mantendo a ativação das pernas, volte a colocar os dedos dos pés no chão. Encaixe o quadril, ative uddhyana bandha e perceba como a firmeza do baixo abdômen alivia a curvatura da lombar, através da criação de mais espaço entre as vértebras lombares, enquanto o sacro aponta para baixo. Alongue bem a coluna e relaxe os ombros, afastando-os das orelhas, criando espaço na porção superior das escápulas.  Sinta como a largura entre os ombros se expande, dando maior espaço para a expansão dos pulmões. Ative os braços, alongue e junte os dedos das mãos, apontando-os para baixo. Alinhe o pescoço com o resto da coluna, trazendo o queixo em direção ao chão, fazendo uma leve jalandhara bandha. Sinta o efeito da gravidade enraizando os pés no solo, ao mesmo tempo, sinta que uma força igual e contrária vem da terra e alonga o corpo em direção ao céu. Respire ao longo deste espaço criado através do alongamento do corpo na postura, sentindo a presença do eixo energético terra-céu.”

large

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s