Sobre matar o Instagram

360331ca7fe8e1a5bd5a06b9cf04ff78

OU vocês fecham o instagram ou cancelam a minha internet, porque não ta fácil viver assim não.
E se pra você ta de boa, você: a) não segue lindas b) tem uma auto estima boa. Eu sigo lindas e eu não tenho auto estima boa, então…
E eu to fazendo tudo errado sabe? To seguindo lindas do mundo (porque não bastava as da minha cidade, agora tenho que conviver com lindas world wide!) e to me comparando com cada uma delas…e vocês já devem imaginar a merda.
São horas deslizando a tela pra cima com o dedão em silencio e ocasionalmente falando um: nossa…
E assim, eu entendo que seria mais fácil deletar o insta e falar: de boa, não preciso ver lindas nunca mais. Mas não ia adiantar de nada sabe? Porque eu entendo que as lindas não tem culpa, a culpa é “minha”! Culpa de não gostar de mim mesma.
Foi tão fácil ao longo da vida gostar de pessoas idiotas e que não me mereciam, mas é tão difícil pensar: Pô, a San é maneira. Eu gosto dela.
Eu não gosto tanto assim da San! Eu penso o tempo todo em como a San podia ter um nariz menor e falar menos. Em como a San podia ser mais inteligente, menos alta, menos magra, mais magra, mais nova, mais velha, menos loira, menos…San.
E pode parecer que não, mas ter uma auto estima ruim afeta TODA a nossa vida! Nossos relacionamentos,nosso humor diariamente, nosso animo pra fazer as coisas…
A  culpa é da sociedade né? Da publicidade consumista imbecil. Do photoshop very crazy, da Victoria’s Secret, do cabelo da Jennifer Aniston, do Instagram… A culpa não é necessariamente minha (nossa), mas nada disso vai deixar de existir pra eu me sentir melhor comigo mesma.
E eu to ligada, vocês vão vir aqui falar: Mas San, você é bonita! E olha migos, eu agradeço muito, mas eu gostaria mais se vocês chegassem em mim e falassem: mina já passei por isso, fazer crochê me ajudou! (exemplo meramente ilustrativo).
Porque eu honestamente, eu quero gostar de mim. Quero me sentir bem sendo a San que tem o nariz assim (leia-se grande) e fala pra caralho. E principalmente quero não me comparar com cada ser humaninho que passa em frente ao meu globo ocular!!!
Esse texto é meio que um ‘migos me ajudem, ta foda’. Ouvir que você é daora é fácil, o foda é acreditar!

Advertisements

21 comments

  1. Gabrielly Feigo · April 9, 2015

    Sei muito bem como você se sente, San! Sou gordinha, alta, tenho o rosto redondo e o nariz torto. Não é fácil se achar bonita assim, mas eu tento ver outras coisas. Sei lá, meus olhos e cabelo pelo menos são bonitos ahaha eu venho aos poucos ligando o foda-se. Quem tem me ajudado agora é o namorado que não dá a mínima pros meus defeitos. Ele gosta ! Não dá pra imaginar alguém gostando de mim desse jeito. Ainda mais vindo de um relacionamento anterior onde o outro cara falava que eu era gorda e tinha que emagrecer e não dava a mínima pra mim. Atualmente eu estou tentando esse processo de aceitação, começando por achar detalhes em mim mesma dos quais eu goste ou aprenda a gostar. Tem dado certo hahaha é demorado mas não achei uma maneira rápida até hoje ahahaha e olha, sei que não é isso que você quer ouvir, mas eu te achei super linda desde a primeira vez que te vi ! De querer ser parecida sabe? Tipo você olhando essas lindas, foi eu olhando você ! Espero que você consiga se aceitar um dia !! 😊

    • saanset · April 9, 2015

      Acho que é um processo lento mesmo né? To nessa também de tentar achar meus ‘pontos fortes!’ Hahahha que bom que vc saiu de um relacionamento abusivo e entrou em um com amor de verdade!! Fico muito feliz por vc! Obrigada por tirar parte do seu tempo pra tentar me ajudar ❤

  2. Monique · April 9, 2015

    San, tenho passado muito por isso. Não só ultimamente, mas durante meus 18 aninhos de vida! Sempre me senti frustrada com a minha aparência… Meu corpo nunca foi suficiente pra mim. Quando eu era magra, queria ter mais corpo… Engordei. Queria ser magra. Emagreci… Mas não o suficiente.
    E cara, isso tava me atrapalhando demais. Volta e meia isso atrapalha ainda. Mas eu me incomodei muito com a forma que isso afetava tudo que eu fazia.
    Tô no meu primeiro ano de cursinho pra medicina, moro sozinha, sem meus pais, 1500 km distante do meu namorado. E tudo isso + o lance da autoestima tava me destruindo.
    E eu li uma tirinha daquelas bem fofinhas assim: “desistir não resolve. A gente tem que lidar, lembrar do que é bom e convencer a si mesmo de que tudo passa.”
    E dai eu comecei a enxergar minha vida de um outro ângulo.
    Posso estar sozinha agora, mas minha própria companhia já me basta.
    Posso parecer perdida agora, mas há tantas dificuldades pelo mundo que a nossa se torna tão mínima. E dai a gente percebe que é felizona! E que cada um tem a sua beleza. Cada um tem seu toque especial. Assim como cada um tem uma sabedoria diferente (areas especificas, etc).
    Eu percebi que eu sou linda. Tenho que ser linda pra mim e nada mais.
    Meu namorado raramente fala que sou linda… Muito raramente. E isso me incomodava.
    Mas depois da minha mudança de pensamento, eu percebi que não preciso de ninguém me avisando que sou bonita.
    Cada um com seu padrão, cada um com sua beleza.
    E olha… Teu blog fez e ainda faz muita parte dessa minha mudança. Aquele post sobre não seguir as meninas que não seguem seu padrão corporal no instagram me ensinou bastante. E ajudou.
    As lindas que eu sigo no instagram agora fazem parte da minha motivação diária. Pra buscar aquilo que eu quero.
    E se eu não conseguir? Não tem problema! Desse jeito eu já sou feliz!
    Agora coloca na sua cabeça: seu blog faz com que eu e mais muitas meninas aumentem sua autoestima. E você tem que colocar em prática aquilo que prega.
    Sendo Mithuna, eu tenho esse defeito: dar conselhos e nunca seguir aquilo que falo. Mas a gente nem sempre tem que aceitar isso só porque a astrologia védica nos diz rs. Eu tô motivada a mudar.
    E momentos ruins, estresses e paranoia de beleza são comuns. Todo mundo passa por isso! Todo mundo mesmo!! Até a mais bonita do instagram heh.

    • saanset · April 9, 2015

      monique eu dei uma choradinha de emoção aqui! HAHAHAHAH me identifiquei muito com o que vc falou! eu também to motivada a mudar! acho que é um processo né? meio lento e longo, mas tempos que passar por ele pra crescer!
      meu namorado também não é de elogiar muito, isso as vezes me deixa MUITO insegura, mas to tentando entender que ele é como é, e ta comigo porque quer né? sem falar que eu tenho que gostar de mim sem precisar dele e de ninguém!! Muito obrigado por vir aqui comentar e ser tão gentil, essas coisas fazem muita diferença ❤

      • Monique · April 10, 2015

        HAHAHAH San, é a mesma coisa comigo. As vezes eu me sinto muito insegura… E daí eu penso “se ele tá comigo é porque ele quer, né? Então tá tudo ok.”
        Meu namorado é assim, bem frio. Mas é o jeito dele e é essa pessoa que eu amo. Se ele me deixa feliz sendo ele, entao ta certo!
        Alias, me identifico demais com teus posts.
        Vamos em frente, girl power sempre!!

  3. maria eduarda · April 9, 2015

    Bom , estamos na mesma fase hahaha podemos assim dizer. Sempre penso em largar todas essas pohas de redes sociais e ser feliz, mas vê se eu consigo? conexão é tudo. Já fui beem feliz com meu corpo e tals,mas agora.. ta foda. sou baixinha, e gordinha. Ok, não gordinha,mais tenho muuito peito,coxa e uma bunda relativamente normal.Minhas coxas,pra quê tão grandes? E a barriga… zzzz não quero nem lembrar. O pior de tudo e perceber que ultimamente os meninos ficam comigo,mesmo com minha barriga lá,mas pelo resto do meu corpo. A intenção nunca é só uma conversa, ou um beijo. E tentar apertar e tocar em tudo que seja possivel. E como se eu fosse um objeto apenas. A garota pra se pegar,e tchau. ser assim tá cansando. ser essas garota… Mals, mais tudo começou pelo problema do corpo hahaha

    • saanset · April 9, 2015

      MIGA, se afasta desses caras que eles nao te mereceem!!! Se eles querem tanto ‘te tocar’ aposto que você tem um corpo lindo! Mas acho que você tem que procurar um cara que goste de conversar com você, de você por dentro! da m fora nesses toscos, vc merece pessoas melhores! (e acredite em mim, depois de anos só conhecendo pessoas babacas q mentiam pra mim o tempo todo, eu achei uma legal! haha)

  4. marinawithoutdiamonds · April 9, 2015

    Miga, eu te entendo. Inclusive você é uma das lindas (i’m sorry). Tenho os mesmos “problemas” que você: pq tão alta, pq tão magra etc. Acho complicado o fato de não conseguirmos ver as coisas boas, mas sei que temos. Eu pra tentar me desligar um pouco disso também escrevo, desenho, faço de tudo pra botar um pouco de cor nesse mundo preto e branco. Você é luzzzzzzz, Sanzinha. Merece tudo de bom, inclusive coisas boas vindo de você mesma.

    • saanset · April 9, 2015

      ô meu amôrzinho! a gente sempre foi muito ‘parecidas’ né? quero aprender a gostar de mim do jeito que eu gosto de você ❤ obrigadaa

  5. Beatriz Lobo · April 10, 2015

    QUERIDA VC ESTÁ LOUCAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    o que eu tenho pra dizer é:
    https://vidadesereiablog.wordpress.com/2015/01/22/como-melhorar-a-auto-estima/

    hahaha
    baby, todas sofrem.
    e eu sofro num nível de paranoia que eu sofro por sofrer, acho absurdo sofrer por coisas que não deveriam ser sofríveis, uma vez que eu sou capaz e saudável, fico com medo de sofrer e parecer problema de primeiro mundo, sendo que não é, não sempre, mas…
    o que eu quero dizer é: eu sei como você se sente.

    nos últimos tempos, ao invés de sofrer por problemas comigo mesma e entrar numa de sofrer por estar sofrendo logo em seguida, eu tenho sofrido a primeira parte de leve, daí eu digo “HORA DE FAZER ALGO QUE ME FAÇA FELIZ!”, e vou tocar bateria, ou ler, ou cozinhar, ou hidratar o cabelo (tudo isso enquanto ouço uma música muito querida)… o mundo é meio chato às vezes, eu sei, mas por enquanto, ainda tá cheio de coisa boa pra fazer a gente felizzzz

    desenvolva a disciplina da felicidade, se comprometa a fazer algo que te tire da bad (independente de estar nela ou não) com regularidade. ter hora marcada pra ser feliz é bom.

    apesar de tudo, tem dia que não dá mesmo e a gente se sente na bosta.
    daí eu faço assim: saio de casa, como sempre, e abençoo silenciosamente as pessoas na rua. olho todos que passam e penso “que seu dia seja muito legal” “moça, seu vestido é maravilhoso e voce merece ser feliz” “moço, espero que cê tenha lindas surpresas quando voltar pra casa hoje” e etc e etc
    porque faz bem pro meu coração, e já que eu sou uma vaca gorda e inútil mesmo, que seja uma vaca gorda e inútil que manda boas energias pros outros. porque alguém há de ser feliz (já que não eu…), e eu sinto que isso funciona de alguma forma.
    no final desses dias, eu já me sinto alguém muito melhor, ainda que com pancinha e as tetas muito grandes.

    mude o que te incomodar, baby. cê é linda, muito mesmo, mas se acha que seu nariz é grande, junte grana e faça plástica. porque foda-se, sabe? é seu nariz e cê faz o que quiser com ele (apesar de eu achar um nariz bem ok, e essa reclamação totalmente desnecessária).

    aproveite que hoje é sexta e vá se divertir ❤

    • saanset · April 10, 2015

      por isso que eu falo sempre: a bia lobo é um dos meus seres humanos favoritos!! Muito obrigada! Eu nunca tinha pensando nisso de ‘mudar de foco’ ou de ‘mandar energia boa pra fora’
      Vou tentar muito!! Obrigada por tentar me ajudar! Acredite, só sua intensão já valeu TANTOO ❤

  6. Mari · April 14, 2015

    “A culpa não é necessariamente minha (nossa), mas nada disso vai deixar de existir pra eu me sentir melhor comigo mesma.” Falou tudo. Mas olha, eu já tive MUITO problema de auto-estima e demorei quase minha vida inteira pra me aceitar como uma pessoa bonita e, principalmente, como mulher negra. Ainda tenho mil inseguranças e acho que uma das coisas que me ajudou, foi refletir sobre elas e fingir até acontecer. Ex: tenho o cabelo cacheado e desde que me entendo por gente gostaria de tê-lo liso (inclusive, eu alisava) até que um dia cansei de ficar direto mudando isso em mim mesma, porque ficava ainda pior quando a raiz começava a crescer e resolvi assumir os cachos, mesmo não gostando e cortei fora toda a parte do cabelo alisado, deixei os cachos crescerem e fui usando, aprendendo a ajeitar, saindo por aí com um volumão (a insegurança no início falando alto, mas saía mesmo assim) e acabou que eu aprendi a gostar, hoje em dia dia, quanto mais cacheado e volumoso, melhor. Também sempre achei lindo piercing no nariz, mas não tive coragem porque sempre achei meu nariz achatado demais pra colocar. Decisão: vou colocar mesmo assim e, quem sabe, eu acho legal e supero mais essa insegurança? Tenta fazer isso: vê o que te incomoda no seu corpo, descobrir POR QUE isso te incomoda e tenta voltar a sua atenção pra isso, mas de uma maneira positiva. E mais três coisas que vêm me ajudando: o desafio #100happydays que eu comecei a fazer por causa do seu blog (se tu tiver parado depois do centésimo dia, talvez seja legal você tentar mais outros 100 dias felizes), yoga e descobrir um hobby (no meu caso, andar de bicicleta, que é uma delícia e faz você se sentir flutuando).

    Ultima coisa: embora não seja isso que você tá querendo ler, tu é linda e desde quando eu descobri seu blog (e li todo em um ou dois dias), vem me ajudando muito. ❤

    • saanset · April 14, 2015

      oi mari, nao sei quem você é mas acho que te amo!
      eu também já tive problemas com cabelo. Meu cabelo é ondulado de um jeito muito esquisito e eu fazia chapinha todo diaaa! hahah
      Um dia nao deu tempo e tive que ficar sem, e um cara muito legal que eu admirava muito (como fan) falou que era legal o meu ‘surfer hair’ dai eu pensei: será? ahhaha e fui usando mais ele assim

      depois do post recebi tantas dicas de pessoas incriveis (incluindo essas aqui suas) e to experimentando e to gostando… hahaha
      acho que é um processo né? demora, mas vale a pena!

      Obrigada pela consideração ❤

  7. Yah · April 24, 2015

    San, lendo seu texto aqui lembrei de uma matéria que li esses dias, olha só:
    http://revistatpm.uol.com.br/blogs/berlimmandaavisar/2015/04/22/viver-na-alemanha-viver-sem-se-achar-feia.html

    Utopia né?
    Mas sabe, não há receita para ter uma auto estima legal, e eu particularmente acredito que auto estima está ligado ao ego. De algum forma, não sei.
    Afinal, Instagram é puro ego.

    Tirar umas fotos legais com maquiagem e fazendo cara de “sensualisando” é fácil, e todo mundo consegue. E todo consegue, e todo mundo faz, e todo mundo sabe que aquilo de alguma forma é mentira, é falso, é apenas uma imagem, é reproduzir algum estereótipo (seja o estereótipo “modelo internacional”, seja o “suicide girl augusteira”).
    Sempre há um que alguém se encaixe, menos você mesma. Isso gera frustração acima de tudo.
    Mas o que fazer? Cara, se apegue a sua ideologia, sua ética e aquilo que você acredita OU jogue tudo fora e viva alimentando seu ego.
    As vezes eu acho que alimentar o ego pode realmente fazer as pessoas felizes.

    Ignorancia é uma benção? Com certeza, é.

    Desculpa a falta de estímulo aqui, mas me sinto sufocada com os mesmos pensamentos que você rs

    Mas admiro a sua coragem em expor essa “fraqueza” tão simplesmente como você fez 🙂

    • saanset · April 24, 2015

      Vou ler a materia Yah!! Acho que você falou tudo, acho que tem muito a ver com o ego. e digo mais, acho que tem a ver com ‘se enganar’ sabe? Fake till you make it?

      eu vejo q muitas conhecidas depois que começaram a ‘se dedicar’ a tirar fotos lindas pro instagram e ficarem lindas sempre começaram a gostar mais delas sabe?
      pq elas veem as fotos e pensam: sou eu, eu sou gata!

      mas eu acho isso meio raso. Como deve ficar a cabeça delas no dia q elas nao podem passar maquiagem, ou no dia em q a foto nao fica boa?

      mas acho que você ta muito certa nisso de se apegar a nossa ideologia e no que a gnt realmente é, e foda-se os outros.

      de qlqer forma, parei de stalkiar as meninas que faziam eu me sentir uma merda, e isso ja deu uma melhorada
      O mal disso tudo é se comparar sabe? ahhaha a comparação é o mal da humanidade!! HAHAHA

      muito obrigada por vir aqui ser legal ❤

  8. Rapha Fucciolo · April 25, 2015

    Não te conheço, mas se ajudar, você escreve bem pra caralho e isso já é mais legal do que ter um nariz pequeno ou falar pouco.

    • saanset · April 25, 2015

      Hahahhaha valeu rapha!!! Isso significa muito 😉

  9. Áries · May 22, 2015

    Hola! Tb passo por isso. Coisas que me ajudam são: Laci Green (em especial este vídeo https://www.youtube.com/watch?v=TEKBR9Q39a0 ), Lola (a tag “aceitação do corpo” quase que toda, tem posts legais como este: http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2012/05/comece-uma-revolucao-ame-o-seu-corpo.html ). Seguir tumblrs tipo esse: http://stophatingyourbody.tumblr.com/ ou esse: http://redefiningbodyimage.tumblr.com/ . Pq a definição de beleza é muito limitada pela grande mídia, sabe? E ver fotos de pessoas diferentes desse padrão, e que não estão representadas como objetos de escárnio pode ser extremamente positivo. É bom para deixar o nosso olhar mais amplo, para entender que pessoas são diversas (e que, de verdade, não há nada de errado nisso, há muita beleza quando a gente aprende a olhar). No meu caso em particular, eu já fui muito gordofóbica, e essas coisas me ajudaram muito a desconstruir.

    • saanset · May 22, 2015

      Que legal!!! Vou olhar tudo! Obrigada por me mandar 😉

  10. Nat · May 24, 2015

    Complicado esse papo de aceitação, San. Acho que TODO mundo já passou por isso. E eu também passei, queria dizer que eu te entendo miga, hahahah.
    Eu me sentia a menina mais feia do mundo, não gostava do meu cabelo, do meu corpo (acima do peso), não achava meu rosto muito bonito, e sempre procurava e achava mil defeitos me olhando de todos os ângulos possíveis no espelho. E o pior é que ninguém me elogiava, muito pelo contrário: me chamavam de feia na cara dura desde quando entrei na escola, e eu guardei muita mágoa disso por um bom tempo, hahaha. Hoje isso chega a ser engraçado pra mim, mas na época era o fim do mundo. Eu ia dormir todos os dias chorando, me deprimia mais ainda e ficava no fundo do poço. Mas chega uma hora que eu tinha que sacudir a poeira e dar a volta por cima, ou simplesmente ia me afogar em tantas neuras e complexos e ia ficar chorando sem saber o que fazer o resto da minha vida! A gente sempre arruma um defeito ou uma paranoia no nosso corpo, no nosso rosto, e é difícil tirar isso da cabeça por um bom tempo. Mais difícil do que isso é viver complexada, quanto mais defeitos você procura, mais você acha (ou inventa). A real mesmo é que ninguém liga se nosso nariz é grande ou pequeno demais, se nosso rosto não é fino, ou se somos gordas ou magras. As pessoas estão ocupadas demais olhando pros próprios complexos que elas mesmos criaram, as próprias paranoias e neuras sobre elas mesmas, da mesma forma que nós também sempre estamos e não ficamos procurando defeitos nos rostos alheios, ahahaha. Foi aí que eu percebi que não, eu não era feia, eu era autocrítica demais comigo mesma, era esse o problema, e é esse o problema de toda baixa auto estima. Quando eu comecei a olhar as pessoas com outros olhos, eu ME olhei com os outros olhos também! É preciso quebrar estes padrões impostos pela mídia, pela publicidade; até quando vamos deixar eles nos dizerem o que é feio e o que é bonito? Até quando vamos deixar que eles nos deem olhos apenas para seus estereotípos? Já está mais do que na hora de sair dessa perversidade publicitária e da mente humana.
    Como a Áries disse: as pessoas são diversas. E não significa que não há beleza nessa diversidade, muito pelo contrário, nenhuma beleza é igual a outra. Cada beleza é única, inclusive a sua, é especialmente sua e de mais ninguém. E todo mundo tem um lado que, vez ou outra, encanta alguém.
    Hoje sou magrinha e um pouco alta, e eu já cheguei a reclamar disso, mas quando eu estava acima do peso eu daria tudo pra ser quem eu era hoje. Foi aí que eu percebi que é a velha mania do inconformismo. A gente pode mudar tudo que nos incomoda no nosso corpo ou no nosso rosto, mas no fim ainda vamos olhar pra nós mesmos e falar: não tá bom. E será que as lindas do Instagram realmente se sentem tão lindas assim? Ou será que por trás de tanta maquiagem e uma barriguinha sarada ainda existe alguma insegurança ou inconformação?
    É preciso se encontrar e dar uma chance de ver com todo o amor quem realmente somos, o resto flui com o tempo. Foi assim comigo, e hoje eu não me considero mais a menina mais feia do mundo, ahaha. E sinceramente, não me importo se vão me achar bonita ou não, o que importa é o que eu acho sobre mim, e o que vem do meu interior e eu passo pro mundo. Isso me deu segurança, uma auto estima muito boa, e abriu minha cabecinha pra ‘n’ coisas que eu não tinha interesse antes, e olha, isso não tem preço. Uma coisa que me ajudou foi procurar nas outras meninas detalhes parecidos com os meus, como por exemplo, stalkeando Facebook e Instagram a fora encontrei várias pessoas que tinham alguma coisa parecida comigo, como o nariz, cabelo, olhos, estatura, formato do rosto. Eu tinha uma pastinha no meu computador e salvava todas as fotos em que eu achava qualquer detalhe meu nessas pessoas, e isso fez muito bem pra mim, pois eu vi que não era nada de anormal nelas, muito pelo contrário, comecei a ver beleza nelas e inevitavelmente em mim. E eu acho que era a única pessoa do mundo que fazia isso AHAHAHA. Mas sério, foi muito bom ver que detalhes que eu consideravam feios em mim, eram bonitos em outras pessoas, então o problema era realmente ser muito autocrítica comigo, e a forma maldosa que eu me via.
    Te conheci pelo blog da Giovanna, no dia em que você fez aquele post e um vídeo dando aula de yoga, isso faz quase um ano, e posso confessar? Te amei desde aquele dia ♥♥ Sabe quando você não conhece a pessoa, nunca falou com ela na vida, mas ela te marca de alguma forma? Então ♥ Eu costumava entrar aqui várias vezes, mas teve um tempo que o blog ficou fechado, e todas as vezes que eu lembrava de você e tentava entrar ele ainda permanecia fechado, aí acabei parando de entrar. Mas esses dias me lembrei de você e olha só, o blog tava de pé outra vez, fiquei mega feliz, e espero de coração que você continue com ele e consiga superar essa baixa auto estima. Perdão se escrevi demais, mas foi com muito amor. ♥

  11. amanda · September 26, 2015

    como eu achei seu blog?!?!?! realmente ”não sei”! só sei que fuçando na net, achei ele. enfim, estava aqui lendo algumas postagens, e parei justo nesse. mal sei seu nome, mas te digo uma coisa San.. rs eu também sou elogiada, porém, não significa que eu me sinta como tal. tô numa fase louca!! não sei qual rumo tomar, qual vestibular prestar, saio de casa ou não saio?! ENFIM… inúmeras coisas que contribuem para que eu esteja tão confusa. E resolvi me proporcionar uma vida de sabedoria. Isso inclui evolução do meu lado humano e espiritual. E auto estima, mesmo que várias ainda não tenham sacado, é algo além da beleza… é insatisfação com o que se vê e com o que se é… nooooossa que tema puxado, NUNCA pensei que fosse me sentir assim um dia… quero plástica no nariz, quero pernas mais grossas, quero uma pele LINDA que não precise passar nem um corretivo, ou no máximo isso, quero LOGO minha independência… ou seja, é muito QUERO em pensamento e desejo, e pouca AÇÃO para que tais coisas se concretizem, auto estima envolvendo tudo o que você QUER, que seja a coisa mais ”tosca”, mas não interessa, a gente cisma com algo, já era. Sabe o que eu estou por conta própra fazendo para melhorar e levantar essa tal de auto estima?! Que por sinal pode prejudicar toooodas as áreas da nossa vida… Eu leio muito sobre. E não parei de seguir as lindas do insta! Pelo contrário, vou naquelas que eu mais me ”aproximo”, seja uma famosa ou it girl com o mesmo tom e tamanho de cabelo, ou seja pela que tem pernas finas, ou pela que tem seios pequenos… haha se elas podem servir de inspiração pra você ”achar seus pontos fortes”.. que é a parte que todos falam, porém a mais díficil hahaha. Auto estima para ser melhorada acho que parte de quando a gente pára de se comparar (o q é uma tortura pra mim aff) e assume como somos belas como somos. E que se eu por excemplo, quero uma pele boa, um corpo bonito, que eu corra atrás disso!!!! Pq isso só a gente pode fazer por nós mesmas, né?! Vc mesma, serve de inspiração pra muitas meninas, aposto!!! Então, pegue o que você quer mudar, e MUDE!! Faça o esforço que for necessário para que você consiga isso, e continue com o blog, que por sinal tem um nome inspirador. No qual eu mesma me senti atraída. Muita luzzzzz!!!! Desculpa falar tanto assim.. falo pra caceta tbm hahahaha azaaar

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s